Põe aqui o teu pezinho.

pablo fuster sapatos

Vestir os pés tem muito que se lhe diga. Sim, porque aquela coisa de que pouca gente repara no que se calça é mentira. Aliás, há pessoas que são verdadeiros scanners no momento em que põem os olhos em nós, fazendo a nossa radiografia de alto a baixo.

“Diz-me o que calças, dir-te-ei quem és” poderá ser uma máxima na avaliação psicológica de uma pessoa. Mas, como todas as máximas, também esta pode ser espezinhada sem apelo nem agravo, porque quase tudo é como os livros: não se devem fazer julgamentos apenas pelas capas.

É como neste post: há 3 fotografias, mas numa delas os sapatos com um design mais clássico estão calçados por uma mulher. Ela gosta deles, são confortáveis, dão-lhe um ar cool, então porque não? Ok, mas eu nunca seria capaz de calçar uns sapatos de mulher. Assim de repente lembro-me de várias razões pelas quais não estou para aí virado.

Falei em conforto, certo? As sandálias na foto em baixo do lado direito são bem mais suaves para os pés. A marca é Rockport. Os sapatos da foto de cima são Pablo Fuster, marca que acho que já não existe, tendo sido comprada pela Lanidor em 2011, pelo que li. Rijos p’ra caraças, aliam um certo classicismo com um ar moderno dado pelos “canos serrados”, como chamo às suas pontas. Raramente os calcei. Um dia destes a ver se ponho de novo os meus pés neles.

(Foto em baixo do lado esquerdo gentilmente cedida por Aina Sophia Bexell)

 

 

Leave a Reply