Pedalar para poupar e encantar.

Nas grandes cidades já há muita gente a deslocar-se para o trabalho de bicicleta. Poupa-se gasolina, não se está no pára e arranca, faz-se exercício. Estas são algumas das vantagens. Obviamente também há o reverso da medalha: perigo de ser atropelado, chuva e vento, suor a mais (o que não convém a quem vai trabalhar).

De entre os diversos tipos de bicicletas para quem tem de bulir todos os dias, destaco as eléctricas e as dobráveis (ou as que têm as duas características). Vamos lá esclarecer uma situação: na minha presente actividade profissional a bicicleta é impensável, o que é pena. Mas a minha namorada e uma grande amiga minha fazem-no regularmente e com grande proveito. E ainda por cima ficam sexy a pedalar!

Há bicicletas dobráveis para todos os gostos e bolsas. Destaco aqui uma das mais baratas (acho que é um modelo já descontinuado): a Berg easy 2.5 s. É muito em conta mas funcional e resistente. E, no momento de arrumar, dobra-se e já está! Ok, não é uma Dahon ou uma Brompton mas, bolas, também não se pode ter tudo.

No que toca a um exemplo de uma bicicleta eléctrica dobrável, a minha amiga tem uma Quipplan. Anda que se farta! Eu já a vi a pedalar com ela e é muito manobrável, ágil e rápida. Dá gozo ver a cara de alguns automobilistas quando passa a “abrir” entre os carros parados no trânsito.

Eis algumas das excelentes fotos que a minha amiga Ana Escoval me enviou sobre a sua bicicleta eléctrica e as belas voltas exploratórias que dá com ela:

Agora fiquem atentos: há beldades a pedalar nas cidades. Dão mais encanto às ruas e estradas, não poluem e economizam mais do que trocos em combustível. Ok, não acham que são bons argumentos para darem ao pedal? Apresentamos 10 no vídeo a seguir:

One thought on “Pedalar para poupar e encantar.

  1. Pingback: No Fauna&Flora esquece-se a selva urbana. - MARCA DE HOMEM

Leave a Reply