Óculos que fazem bem à vista.

Para mim usar óculos escuros é muito mais do que uma atitude de vaidade. É uma necessidade. Tenho os olhos claros, a luz incomoda-me, apesar de gostar muito de a usufruir. É por isso que tenho de andar sempre armado de óculos escuros. E aqui entra a vaidade, assumo. Ao longo dos anos tenho comprado alguns óculos e eles têm ficado comigo. Uso-os quase todos, cada um deles consoante a intensidade do brilho solar. Mas eis que o meu estilo e a sua vaidade inerente ditam as suas leis: muitas vezes escolho um par de óculos para casar com a indumentária que visto. Chamem-me cagarolas. No problem. Se é para fazer bem à vista, que faça bem à minha e também à de quem põe os olhos em mim. É uma questão de boa visão e ainda melhor visibilidade.

Eis as marcas dos pares de óculos deste post: Ray-Ban, Giorgio Armani, Dolce&Gabanna, Pouilloux Vuarnet e Chilli Beans.

E agora um vídeo que o Movie Creator do meu Sony Xperia teve a gentileza de preparar e editar:

Short version in english:

Wearing sunglasses is much more than an attitude of vanity. It is a necessity. My eyes are bright, the light bothers me, although I really enjoy it. That’s why I always carry sunglasses. And this is where vanity comes in. Over the years I have bought some glasses. I use almost all of them, each one depending on the intensity of the sun light. But I often choose a pair of glasses to match the clothes I wear.

Leave a Reply