Uma pedra de água.

água das pedras3

Água das Pedras (Salgadas), com um acompanhante essencial.

Tenho ainda na memória a primeira vez que bebi uma bebida com gás. Não sei se foi uma gasosa ou uma cola, mas aquilo “picou-me” a boca e o nariz. Por isso se diz que pica.

Recordo o filho de uma amiga que, num português com sotaque inglês (americano), um dia disse: “Isto pica”. Sim, é uma das características das águas gaseificadas.

Para mim é uma água que dá pica. Tem de estar fresca (guarda-se no frigorífico) e junta-se umas pedras de gelo e uma rodela de limão. É melhor, não tem açúcar, refresca e tem estilo. Ah, pormenor essencial: a água tem de ser da fonte das Pedras Salgadas. A famosa água das Pedras, como é mais conhecida.

Pelas suas (deles) palavras, eis o que se desvenda quando se levanta uma pedra:

Algumas das águas que bebemos hoje podem mesmo ser de chuvas que aconteceram há 10 mil anos.

Proveniente da chuva e da neve que derrete nas montanhas, a Água das Pedras passa por um processo de mineralização controlado pela própria natureza, o que faz dela uma das águas mais raras do mundo.

Durante este longo tempo, a água circula nas profundezas do subsolo, entre os 500 e os 100 metros de profundidade e vai ganhando os mineirais que fazem a sua composição única. Ao emergir, o gás, incorporado naturalmente na água e extraído da fonte com esta, mantém as mesmas características e o mesmo teor em g/L.

Very short version in english:

I still have in my memory the first time I drank a fizzy drink. Felt it like “stung” my mouth and nose. That’s why it’s said it stings.

I remember the son of a friend who, in Portuguese with an English accent (American), one day said: “It stings.” Yes, it is one of the characteristics of the carbonated water.

It must be fresh (keep in the fridge) and add some ice cubes and a lemon slice. Essential detail: the water must be Pedras Salgadas.

4 thoughts on “Uma pedra de água.

Leave a Reply