Parabéns à resiliência das mamãs e dos papás.

Bolo de aniversário 12 anos

Bolo de aniversário (obviamente).

Não tenho filhos, por isso sou capaz de estar a falar de cor. Mas sou capaz de calcular o esforço, a paciência e o bom-senso para criar a criançada, principalmente quando esta entra na adolescência.

É um período lixado, safa! As hormonas aos pulos, o desafio da autoridade maternal e parental, a idiotice sempre presente, as respostas tortas, os amuos, as exigências, as ameaças das redes sociais, etc.

Por vezes tem de se dar um murro na mesa e isso até pode arruinar um momento ou um dia, mas há pais que evitam isso para não se estarem a chatear. O problema é que poderão estar a criar monstrinhos egoístas, fúteis mas que (infelizmente) não estão a viver numa realidade faz de conta.

É tudo uma questão de compromisso e de muita pachorra. Mas desde já o meu elogio a todas as mamãs e papás que se comprometem com os seus filhos de uma forma equilibrada, nem que para tal isso custo alguns choros, birras e cabelos brancos (nas cabeças dos pais).

Melancia cortada

Melancia cortada aos pedaços.

Tudo isto vem a propósito da festa de aniversário que a minha namorada preparou para a sua filha: um fim-de-semana num bungalow no Parque de Campismo de Monsanto. É um sítio a ter em conta para um evento destes: tem muito espaço, uma piscina e, apesar de não ser nada do outro mundo, pode proporcionar momentos únicos.

Agora digo-vos uma coisa: não façam isto com mais de 4 ou 5 miúdas  de 12 anos (já armadas em lolitas) ou com 3 ou 4 rapazolas na mudança da voz. God, pode ser um pesadelo! Mas pronto, faz-se só uma vez e basta!

Por isso, e por muito mais, parabéns a todos as mamãs e papás que realmente se importam com os seus filhos, mesmo quando estes os levam ao desespero e só apetece dar-lhes uns valentes estalos.

E agora um vídeo para ver, sorrir e meditar:

 

Leave a Reply